4 Coisas que você pode fazer quando o seu cabelo não é o que você esperava

Muitas meninas, depois de ter feito o big chop, não estão gostando do cabelo crespo que estão vendo no espelho.

O fato é que a maioria das pessoas que estão assumindo o cabelo natural não tem a menor ideia de como ele realmente é afinal, usaram química durante a vida inteira.

Isso aconteceu comigo também. Durante a transição eu acreditava que o meu cabelo seria tipo 4A ou até mesmo 3B. Até que um dia eu fiz o big chop, lavei, esperei secar e descobri o verdadeiro cabelo que eu estava carregando.

Eu tenho um cabelo 4B/4C e lidar com isso no início, não foi fácil.

O mundo levantando a bandeira “de volta aos cachos” falando que “em terra de chapinha quem tem cachos é rainha”, mas o meu cabelo era muito mais crespo do que cacheado.
Aí me ensinaram a deixá-lo cacheado: fitagem, dedoliss, fitagem estruturada, fitagem, fitagem, fitagem…

crespos-indefinidos

Antes eu desconhecia a possibilidade de usar o meu cabelo sem química, depois eu passei a desconhecer a possibilidade de usá-lo indefinido.

Até que um dia eu cansei de passar horas tentando cachear o meu cabelo e começar a ter a liberdade que eu sempre quis. Fiz até um post sobre as 5 razões para usar os seus cachos indefinidos e não ser escrava da definição.

Ok. Aí você me pergunta. E eu? O que eu posso fazer se eu descobrir que o meu cabelo não é o que eu esperava? O que eu posso fazer se eu não gosto da textura do meu cabelo?

Vamos lá!

  • 4 coisas que você pode fazer quando o seu cabelo natural não é o que você esperava

1. Dar uma chance para ele

Quanto mais você cuidar do seu cabelo mais você aprenderá a lidar com ele. É como se vocês fossem ficando mais íntimos. Você saberá das coisas que ele gosta, como ele gosta de ser tratado e finalmente, o que você precisa fazer para se sentir bem com ele.

2. Seguir pessoas com o cabelo parecido com o seu

Há meninas com cabelos de todos os tipos dando um monte de dicas pela internet. Se elas tem o cabelo parecido com o seu, com certeza elas compartilharão coisas que você ainda não sabia sobre o seu cabelo e que te fará economizar dinheiro e tempo no jogo de tentativa e erro.

3. Aceitar a diversidade

Aceite que você não é todo mundo e que é normal e bom que as pessoas não sejam iguais. Alguém pode até ser parecido com você, mas ninguém nunca será igual porque você é única e insubstituível.

4. Voltar para a química

Eu sei, você não chegou até aqui para morrer na química. Eu coloquei essa opção porque foi isso que eu fiz depois de não aguentar mais o fator encolhimento. Resultado: quebrei a cara e aqui estou depois de passar pela transição novamente. Meu conselho:

Abrace quem você é.

Compartilhe
  • daniel sousa

    Pura Verdade!!! A opção dar uma chance ao cabelo é o que m e faz ficar firme!!!

    Larissa sales

  • Thamires Souza

    Puxa a opção 4 está bem forte na minha mente. Não aguento mais, não me sinto bem com ele. :'(