constrangida-pelo-amor-deus

Sou grata por tudo que Ele é, por tudo que Ele fez e, principalmente, pelo amor imutável que recebi e recebo.

Esse amor me constrange a olhar as pessoas com bons olhos; a ver o labo bom, além das más atitudes. Sou constrangida a tentar ser um pouquinho do que Ele é, todos os dias.

Quando penso em fazer algo ruim, lembro que ele é bom. Quando penso em começar uma guerra, lembro que ele é paz. Quando penso em deixar a fúria tomar conta de mim, lembro que ele é mansidão. Quando penso em cobiçar vanglórias, lembro que ele é tudo que eu preciso.

Ele me faz pensar duas, três vezes antes de agir. A gratidão que tenho por Ele minguá, todos os dias, o meu lado obscuro e faz aflorar o meu eu iluminado.

Mas a  verdade é que estou rodeada de oportunidades. Há inúmeras oportunidades para que eu seja o que a maioria das pessoas são. Eu poderia, com facilidade, deixar o pior do meu eu ser a única coisa à mostra, mas Ele me constrange a resgatar o melhor que em mim habita.

Ele me constrange a ser uma pessoa melhor nessa existência. Todos os dias, ele me faz enxergar que o padrão que me cerca é pobre e invejá-lo é como desejar o que é ruim.

Ele me faz acreditar que posso ser o que não sou agora, pois todos os dias sou perdoada e convidada a apresentar o melhor de mim. Sol após sol. Dia após dia.

distancia-e-saudade

Eu gosto de gente que vai, mas quando volta, sabe reocupar o seu lugar. Gente que não deixa a distância apagar tudo que foi vivido. Eu gosto de gente que quando reencontramos, depois de um longo tempo, não tem cobranças a fazer, mas sim abraços a dar. Gente que nos recebe como o caloroso amor de sempre. Gente que sabe preservar até o carinho na fala. Gente que sabe que por muito se ausentar, não deixará de fazer falta, pois acredita na força do amor.

Eu gosto de gente que não deixa a distância apagar a amizade e não usa a distância como desculpa para deixar que o amor morra. Eu gosto de gente que sabe guardar o amor à distância.

Gente que não precisa de telefonemas pra saber que continua morando no coração. Gente que não precisa de e-mails pra saber que nada mudou. Gente que sabe que a distância traz saudade, mas encara a saudade com naturalidade, pois assim como a saudade sempre vem, o amor sempre volta – sem cobranças a fazer.

Como assim você não sente a presença de Deus

Nada é mais libertador do que saber que: Deus continua sendo o meu Deus, apesar de mim.

Apesar de nem sempre eu dar o meu melhor para Ele, sempre recebo o Seu melhor, porque é isso que ele tem para dar a todos os seus filhos. Sei que peco, mesmo quando penso que não peco, mas sou feliz por saber que Ele não cresce ou diminui com nada do que eu faço ou deixo de fazer com a minha vida.

A consciência do amor que Ele tem por mim, lança fora todo o meu medo. Ainda que eu não sinta, continuarei andando pelo que creio, porque eu não sinto que sou filha; eu sei que sou e é isso que importa.

(…) e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. 

Mateus 28:20

Eu, e talvez você, sabe que Deus não mente. E se nós cremos, precisamos acreditar na palavra dele.

Portanto, pare de se angustiar por validações sensoriais da presença do Pai. Assim como você tem certeza que é filha da sua mãe, tenha certeza que ele é o seu Pai. Ele está com você, nesse exato momento. Não importa se você não está emocionada, eufórica, chorando, pecando conscientemente… A presença de Deus independe do seu emocionalismo e das suas obras.

Você não precisa de validações sensoriais pra saber que Deus está por perto. E, apesar de você ser quem é, ele continua sendo quem sempre foi: um Pai presente onipresente.

Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa;
Salmos 139:7-12

Olhe as nuvens em meio ao azul do céu. Olhe o vento balançando as árvores. Contemple o pôr do sol e toda a sublimidade da natureza. Veja, Deus está em todos os lugares; em toda maravilhosidade que envolve a criação. A presença de Deus não existe para te proporcionar arrepios, riso ou pranto. Saiba que em Deus vimemos, nos movemos e existimos (Atos 17:28). Se você tiver consciência disso, de todo o seu coração, a presença Dele sempre se fará presente, por mais que não sejamos merecedores – e não somos.

repensar-a-vida

No início do ano passado eu estava sentindo uma necessidade muito grande de mudar várias coisas na minha vida. Eu já não via sentido no rumo que as coisas estavam tomando e precisei de um tempo pra reorganizar os pensamentos.

O maior dos meus dramas era quanto a minha profissão, já que a última coisa que eu queria no mundo era passar o resto da minha vida fazendo algo que eu não gostava. Passei um bom período recalculando a rota; tudo regado a auto-análise e bastante tempo ocioso.

Nesse processo, o Youtube foi um dos meus melhores amigos. Eu amo ouvir histórias de vida, assistir gente que me faz refletir e observar o mundo por outro ângulo.

Três dos vídeos que mexeram fortemente com o meu coração, me ajudando pacas, eu resolvi compartilhar com vocês. Espero que todos sejam assistidos, mas se você não tiver paciência, veja, pelo menos, o último.

  1. Se o dinheiro não existisse?

Talvez você já tenha pensado sobre isso, mas sem a seriedade que o assunto merece. Essa é uma pergunta que merece uma resposta sincera e uma atitude corajosa.

2. Eduardo Marinho

Um ser humano espetacular! Esse é o cara. Há muitos outros vídeos dele pelo Youtube, vale a pena conferir. Esse é um dos vídeos que me fizeram pensar fora da caixa.

3. Continue Curioso e Ana Thomaz

Eu amo esse canal, mas, infelizmente, ele acabou :(. Os vídeos contam histórias de pessoas que resolveram mudar de profissão. Eu já perdi as contas de quantas vezes já assisti esse vídeo. O mundo precisa assistir a ele. Amo a Ana Thomaz!!!

Além desses vídeos, tenho uma pergunta assustadora pra compartilhar com vocês: o que você significa pra você?

Responda-me, se puder!

SE-BASTAR-AUTOSSUFICIENTE

Há tantos querendo se sentir amados agora. Há tantos precisando de afeto, de cuidado; de todas as expressões possíveis de amor: um abraço, um cafuné, um carinho… Há tanta gente sozinha, ao mesmo tempo em que há tantas outras querendo estar junto.

Não estou falando apenas de amor entre homens e mulheres; estou falando de amor ao próximo. Principalmente, amor por gente desamada. O tipo de gente que adota cachorro pra esvaziar o silêncio e preencher o vazio da casa e do coração.

Uma imensa parcela dos desamados passaram a vida buscando um casa imensa pra morar sozinho, um carro incrível (com 4 lugares) só para si… Quantas vezes já ouvi pessoas dizendo:

– Tudo só pra mim? Seria um sonho!!!

Queremos tudo só pra gente, queremos ser autossuficientes; queremos nos bastar. Buscamos a solidão que um dia será um fardo. Mas enquanto uma parte busca freneticamente se bastar, outra busca completude. Uma parte busca partilhar a vida, outro parte se recusa a partilhar, até mesmo, objetos. Ou melhor, uma parte deixa de partilhar a vida para não ter que partilhar objetos!

É quando a individualização vira egoísmo e caminha para a solidão.

Não vejo nada errado em gostarmos da nossa própria companhia. Eu vou sozinha ao cinema e fico feliz. Estranho pra mim é quem não consegue ir a lugar nenhum sozinho. O problema começa quando você vive sozinho por solidão e não por opção.

Não permita que coisas afaste você de pessoas. Não permita que traumas afaste você de relacionamentos. Não esqueça que você é gente: precisa de amor. Precisar de amor não é fragilidade; faz parte da natureza humana. Assim como você pode estar se sentindo sozinho(a) agora, com certeza há outros milhões de pessoas na mesma situação que você.

O que você precisa é chegar perto, puxar assunto, remover a armadura… Afinal, todos nós somos como muros em branco; telas prontas para serem pintadas e só o amor consegue deixar a vida mais colorida. Nos fazemos de pedra rebocada quando por dentro estamos aos cacos. Fingimos um preenchimento sólido, quando na verdade estamos ocos.

Coisas não preenchem pessoas. Animais de estimação, muitas vezes, são usados como medida paliativa. É clichê, mas é verdade: o mundo precisa de amor. E para nossa alegria, amor é algo que mesmo sem receber temos para dar. Mesmo que você não seja amado, você pode amar; isso é uma dádiva! Você não precisa de amor para ter amor, então ame sem esperar amor em troca.

Esse é o meu recado final:

Antes de ser farto de coisas, lembre-se: você é farto de amor. E tudo que temos em abundância devemos distribuir.