A Adidas acabou de lançar a campanha “Pink Beach” para a nova coleção feita em parceria com o Pharrell Williams. É claro que estávamos esperando peças lindas e de fato elas são. Inclusive, todas trazem estampas e cores vibrantes.

Agora, o destaque mesmo dessa campanha são os modelos. Confesso que passei um bom tempo prestando mais atenção em todos eles do que nas roupas. Definitivamente, eles roubaram a cena! Confere aí e me diz senão é verdade.

adidas-pharrell-modelos-negros-1 A nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals A nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals A nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals A nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals A nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals A nova coleção de Pharell Williams para adidas OriginalsA nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals

Ficou desejando alguma peça? A coleção estará disponível nas lojas Adidas Originals e online a partir de 15 de junho.

A nova coleção de Pharell Williams para adidas Originals

Fotos: divulgação

Depois de um bom tempo usando o Vitanol-A, por indicação de um amigo, eu resolvi mudar para o Azelan, que nada mais é que um ácido azeláico. A vantagem dele é que dá pra usar durante o dia – não esquecendo de caprichar no protetor solar.

Assim como quando eu usava o Vitanol, mantive os mesmos cuidados básicos: não aplicava em mucosas ou áreas feridas e irritadas; não aplicava na região dos lábios, dos olhos e muito menos no contorno do nariz.

azelan-para-quem-tem-acne-e-manchas-1

Comecei a usá-lo duas vezes ao dia e o que eu percebi foi que ele conseguia controlar bastante a acne, mas de vez em quando aparecia umas espinhas internas, sabe? Aquelas que parece mais um caroço e não tem muito o que fazer, além de esperar ela desaparecer.

O meu maior problema são os cravos e os filamentos sebáceos do nariz, queixo e ao redor da boca. Os filamentos sebáceos são naturais em qualquer pele, mas os pontos pretos não. Eu esperava que o Azelan fosse resolver esse problema, mas ele não deu conta, por isso eu parei de usá-lo.

A parte boa é que ele ajudava a fechar os poros do meu rosto – que vivem dilatados – e também deu uma clareada boa nas manchinhas de acne que eu tinha. Não considero que tenha sido uma melhora absurda, mas foi uma boa melhora.

Se vocês querem saber qual é o melhor – Vitalnol-A ou o Azelan -, eu digo, sem dúvidas, que o Vitanol-A ganha! Mesmo usando o mais fraco, de 0,05%, eu conseguia observar um resultado muito bom e só continuei usando o Azelan por um bom tempo porque ele rende muito – parece que nunca vai acabar.

Depois de usar o Vitanol-A e o Azelan, estou preferindo as alternativas naturais e tenho obtido ótimos resultados. Se quiserem saber mais, é só ler esse post: Limpeza facial com Óleos Vegetais para o combate à acne. Depois que eu adotei esse método, minha pele é outra!

Pronta para a resenha do creme que deixou o meu cabelo absurdamente lindo?!

Meninas, eu não dava nada por esses cremes e na verdade nem queria comprá-los porque eu tenho tentado seguir o Low poo. Mesmo evitando comprar produtos proibidos, acabei não resistindo e levei pra casa esses Ativadores de Cacho da Salon Line pra fazer resenha pra vocês.

Ainda bem que eu comprei!

resenha-ativadores-de-cachos-salon-line-2

Descrição do fabricante:

Ativador de Cachos Leve (verde): Nutre e protege  seus cachos mantendo o seu movimento natural. O Pantenol, com seu alto poder antioxidante que protege os fios contra as agressões externas e retém nutrientes, junto com o óleo de amêndoas, grande aliado na hidratação profunda dos fios, proporcionando cachos definidos, leves e nutridos.

Ativador de Cachos Nutritivo (roxo): Possui o poderoso óleo de Moringa, rico em ácidos graxos e com alto poder nutritivo, e proteínas do trigo, que agem reparando e nutrindo os fios danificados. Essa poderosa combinação devolve a hidratação perdida dos fios, deixando-os nutridos, brilhantes e controlados.

Ativador de Cachos Umidificador (amarelo): Possui fórmula exclusiva com queratina e a combinação de 12 óleos nutritivos, que protegem os fios contra o ressecamento, nutrem profundamente a fibra capilar, disciplinam e controlam o frizz proporcionando brilho máximo aos cabelos. Com ativos hidratantes, reconstrói o fio e forma uma película protetora, revestindo a fibra capilar em uma barreira antiumidade durante todo o dia.

Cada um deles custou R$5,00 e vem com 100ml, mas eles também são vendidos na versão com 300ml. Todos são proibidos para Low/No poo e contém parabenos na composição.

Umidificadores de Cachos Salon Line

A imagem acima mostra os cremes do menos consistente para o mais consistente. A diferença entre o nutritivo e o umidificador é singela, mas o “leve” é realmente bem menos espesso do que os outros dois. Só que, apesar deles ser visualmente diferentes, para mim, o resultado final do cabelo é praticamente o mesmo: definição e muito brilho.

Eu estou em um caso de amor e ódio com esses ativadores de cachos. Preciso dizer que nenhum outro creme funcionou tão bem no meu cabelo, nenhum outro creme deixou ele tão definido, com balanço, brilho e volume, porém nenhum outro creme deixou ele tão oleoso. Esse é o único problema que encontrei em todos três – sabendo que meu cabelo é bem fino e talvez a oleosidade excessiva se deva a isso.

Tirando o problema da oleosidade, só tenho elogios a fazer: o day after é perfeito! E se estou com pressa e quero um cabelo bonito sem precisar me matar na fitagem; esse é o creme escolhido.

Os três têm um rendimento muito bom, só precisa passar um pouquinho em cada mecha, mas eu achei que o Umidificador é o mais concentrado de todos (e o mais grosso também). É difícil eleger o melhor, mas se eu tivesse que escolher apenas um para usar, eu ficaria com o Nutritivo porque, para mim, ele é o intermediário entre os três e eu gostei muito da  consistência dele.

Enfim… Recomendo muito a todas, exceto se você sofre com raiz oleosa porque qualquer um deles vai piorar bastante a situação. De qualquer forma, se o seu cabelo é tipo 4, principalmente B e/ou C, ele vai amar!

transição-capilar-quanto-tempo-dura

Essa é uma pergunta super frequente e a minha resposta pra ela é a seguinte: a transição capilar dura o tempo suficiente para que o seu cabelo chegue ao menor comprimento confortável pra você.

Quanto mais desapegada você for, em relação ao comprimento do seu cabelo, menor será o tempo da sua transição.

A gente sabe que todo cabelo cresce cerca de um centímetro ao mês; o que resultaria em uma média de 12 centímetros por ano. Acontece que o cabelo crespo e cacheado tem uma característica que distorce o real comprimento dos fios; o fator encolhimento.

Nesse post você pode ver imagens incríveis de cabelos que encolhem mais de 70%: Fator encolhimento faz parte e você não está sozinha.

Pra início de conversa, eu sugiro que quando você decidir passar pela transição capilar, se pergunte:

  • Com qual comprimento de cabelo natural eu estarei disposta a fazer o big chop?
  • Qual é o fator encolhimento do meu cabelo?

Ana Clara – Big chop feito depois de 11 meses em transição capilar.

quanto-tempo-dura-a-transição-capilar-1

Foto via: Leuxclair

QUANTO TEMPO DURARÁ A MINHA TRANSIÇÃO?

Como eu disse, comece pensando no comprimento que você deseja que o seu cabelo esteja após o corte – levando em consideração o encolhimento.

Eu sei que talvez você não tenha noção do quanto o seu cabelo encolherá; nesse caso, considere 50% (se for ondulado, considere 20%). Agora, o que você tem que fazer é somar esse fator encolhimento ao tempo de crescimento natural do seu cabelo para chegar ao comprimento desejado.

Por exemplo: Digamos que eu esteja começando a minha transição e decidi cortar o cabelo apenas quando a parte natural atingir a altura do meu queixo. Isso, nas minhas contas, demoraria 16 meses, mas como meu cabelo encolhe cerca de 50%, minha transição durará 16 meses + 8 meses = 24 meses, ou melhor, 2 anos!

Quem aguenta ficar 2 anos em transição? Só as fortes. Na minha experiência, do 3º ao 6º mês foi o período mais difícil. Normalmente, depois de 10 meses a transição começa a ficar insuportável, principalmente se o cabelo é tipo 4. Mas se o seu cabelo é ondulado, ir cortando aos poucos a parte com química pode ser mais confortável, já que é um cabelo mais fácil de desembaraçar.

Selecionei a alguns meninas que passaram pela transição capilar para inspirar vocês e para que vocês tenham uma base da duração de uma transição.

Samantha Erica – Big chop feito depois de 20 meses em transição capilar

Healthy Hair Journey – Big chop feito após 2 anos em transição capilar

Kayly Nivy: 2 anos em transição capilar

Essa é a peça que quanto mais eu vejo, mais eu desejo. Todo mundo quer e eu também!

A saia com botões na frente, geralmente construída no modelo evasê, parece deixar qualquer look lindo. O ar retrô, aliado aos detalhes do abotoamento frontal, são um charme.

Uma das principais características dessa saia é o fato dela ser mais justa na cintura e ir abrindo no comprimento; o que a gente chama de caimento em “A”. Mas ela pode ser feita com a modelagem reta também.

Os modelos feitos de jeans são os mais populares, mas temos também a saia, muitas vezes, confeccionada com couro sintético ou em malha com aspecto de camurça, lembrando veludo, sabe? De qualquer jeito, ela é linda e super valoriza as curvas.

Se você não gosta dos modelos mais curtinhos, há também versões longas até o pé e até o joelho. Ou seja, dá pra usá-la até em ocasiões mais formais, sem medo de ser feliz.

Formas de usar essa belezura é que não falta! Vem se inspirar =D

saia-com-botoes-na-frente-Button-Front Skirt-1

saia-com-botoes-na-frente-Button-Front Skirt-2

saia-com-botoes-na-frente-Button-Front Skirt-3

saia-com-botoes-na-frente-Button-Front Skirt-4saia-com-botoes-na-frente-Button-Front Skirt-5saia-com-botoes-na-frente-Button-Front Skirt-6